CBF cobra Conmebol e envia carta por erro em expulsão de Dedé

Pessoas ligadas à CBF consideram que o erro pode ser parte do processo de implementação do VAR

há 9 meses
809

A CBF decidiu cobrar a Conmebol oficialmente pela expulsão do zagueiro Dedé nesta quarta-feira, na derrota do Cruzeiro diante do Boca Juniors por 2 a 0, pelas quartas de final da Libertadores. A entidade brasileira considerou o erro grave e enviará uma carta pedindo explicações à confederação sul-americana.

O diretor executivo da CBF e chefe do Comitê Organizador Local da Copa América de 2019, Rogério Caboclo, está desde a noite desta quarta em contato com Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol, tratando do assunto. Caboclo assumirá no ano que vem a presidência da entidade que comanda o futebol brasileiro.

Pessoas ligadas à CBF consideram que o erro pode ser parte do processo de implementação do VAR e que a arbitragem pode ter sido impactada pela força do choque -no lance, Dedé trombou involuntariamente com o goleiro adversário em uma disputa, mas acabou expulso mesmo com a utilização do recurso de vídeo.

Apesar disso, o tom da comunicação é de cobrança para que, ao menos, seja admitido que houve erro. A cobrança à Conmebol não deve envolver nenhuma tentativa de anulação ou alteração do resultado da partida. Com informações da Folhapress.